loader image
Notícias

Brasil se torna segundo país em maturidade de governo digital

Publicidade

O Brasil foi reconhecido pelo Banco Mundial como o segundo país do mundo com a mais alta maturidade em governo digital. A avaliação é resultado do GovTech Maturity Index 2022, índice que considera o estado atual da transformação digital do serviço público em 198 países. De acordo com o entrevistado do programa A Voz do Brasil desta quinta-feira (17), o secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Fernando Mitkiewicz, o Banco Mundial faz a avaliação baseado em 4 eixos ( sistemas governamentais centrais, prestação de serviços públicos, engajamento do cidadão e habilitadores GovTech) e o Brasil atingiu a nota máxima em todos. “Cada órgão federal tem um plano de transformação digital monitorado mensalmente. É uma visão bem elaborada, uma estratégia bem definida e uma execução primorosa”, disse.

Segundo a avaliação, o Brasil teve o maior avanço entre as nações avaliadas, subindo cinco posições em relação ao ranking divulgado em 2021, passando do sétimo para o segundo lugar.

A oferta de serviços públicos digitais por meio da plataforma gov.br foi destaque na avaliação. Atualmente, o serviço reúne 140 milhões de usuários, o que equivale a 80% da população brasileira acima de 18 anos. A plataforma reúne, entre outros serviços, as Carteiras Digitais de Trânsito e de Trabalho, Abono Salarial, Certificado de Vacinação, Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), além do Valores a Receber, do Banco Central. O uso de um único login e senha para acesso aos serviços digitais é considerado um dos grandes avanços do país. “Antes o cidadão tinha de perambular perante cada portal de cada órgão tendo o cadastro de cada órgão e tendo uma relação de serviços e informações muito fragmentada. O gov.br ele vem como plataforma para congregar todas essas informações, todos esses serviços numa carta única padronizada e o cidadão tendo uma única conta.”, disse o secretário. Segundo ele a economia anual com a digitalização chega a R$ 4,6 bilhões para estado e população.

Publicidade

Mitkiewicz tranquiliza os brasileiros que ainda têm medo de usar esses serviços por conta de segurança “Todos os aplicativos de governo digital eles estão armazenados em ambientes mais seguros possíveis. O gov.br por exemplo está armazenado no mesmo ambiente dos dados sigilosos fiscais do imposto de renda então a gente tem o maior grau possível de segurança”, disse. “Então o cidadão pode ficar tranquilo. Os dados dele estão protegidos”, concluiu.

Assista na íntegra:

Publicidade

Por Agência Brasil