loader image
Notícias

Projeto utiliza bordado para inclusão de mulheres no Pará

Publicidade

Projeto que objetiva utilizar a arte do bordado para apoiar até 80 famílias em situação de vulnerabilidade social em Canaã dos Carajás (PA) recebe apoio da Fundação Banco do Brasil, através de parceria com a Vale. O acordo de cooperação tem como primeiro contemplado o projeto Bordando a Paz, que receberá R$ 2,13 milhões.

O prazo total para execução do projeto é de 18 meses. A instituição selecionada para a execução do projeto é o Instituto de Promoção Cultural Antônia Diniz Dumont (Icad), que atua, desde 2004, com inclusão socioprodutiva de comunidades em situação de vulnerabilidade, usando a arte nos processos criativos e de humanização.

A rede de bordadeiras receberá orientações para o desenvolvimento de produtos e capacitação sobre assuntos administrativos e financeiros para comercializarem as próprias peças.

Publicidade

Para Rogério Biruel, diretor executivo de Desenvolvimento Sustentável da Fundação Banco do Brasil, esse tipo de parceria permite a ampliação do investimento socioambiental. “E quanto mais parceiros investidores, como a Vale, maior será o impacto positivo na vida das pessoas”, disse.

“A luta contra a pobreza e o investimento em rede de mulheres como catalizadora de transformações sociais profundas são os maiores focos de nossa atuação social”, afirma Flávia Constant, gerente executiva de Investimento Social Privado da Vale. 

Publicidade

Por Agência Brasil